Dica de saúde

Segundo o Ministério da Saúde, é recomendado que a criança carregue mochilas que tenham até 10% do seu peso corpóreo. Porém, a cada ano, a quantidade de material escolar vem crescendo e as mochilas, mais pesadas.

O ortopedista do Hospital da Baleia, Bruno Fontes, especialista em coluna, informa: para que a criança não apresente problemas na coluna, a indicação é seguir, de início, à orientação do Ministério, mas compreender que o peso pode variar de acordo com o condicionamento físico. Uma criança sedentária tem menos condições de carregar peso que um que pratica atividades físicas regularmente.

Além disso, mesmo com pouco peso, o especialista ressalta que carregar a mochila de forma incorreta pode também prejudicar a coluna. É necessário escolher aquela que distribua o peso corretamente, possua alças acolchoadas e não ultrapasse a altura da pélvis.

Dr. Bruno ainda reforça que não é indicado levar material nas mãos para diminuir o peso da mochila. O importante é investir em itens que sejam mais leves, e manter todo o material na mochila.

Escute a matéria na íntegra aqui.

Entrevista concedida ao programa Bate-Papo, da Rádio América, dia 8 de janeiro de2018.