Hospital da Baleia arrecada fraldas geriátricas

O Hospital da Baleia recebeu cerca de 2 mil unidades de fraldas geriátricas que foram arrecadadas durante a campanha Natal do Algodão, promovida pela influenciadora digital Luisa Starling. A coleta foi realizada em parceria com o restaurante Kanpai.

Referência no atendimento de saúde, o Hospital da Baleia recebe pacientes de mais de 88% dos municípios mineiros, sendo mais de 95% via SUS. O consumo de fraldas geriátricas é alto, em média, mais de 7.800 unidades por mês. Por dia são 260 fraldas, sendo 170 no tamanho Extra G e 90 G.

As fraldas são usadas em pacientes acamados, em cuidados paliativos, em tratamento contra o câncer, com incontinência urinária e fecal, pacientes que fazem hemodiálise e tem quadro recorrente de diarréia, idosos que possuem risco de queda ao se levantarem, além daqueles pacientes que não estão internados, mas que se tratam no complexo hospitalar e procuram o Serviço Social da unidade por não terem condições financeiras de comprar a fralda.

De acordo com a gerente de mobilização de recursos do Hospital da Baleia, Danielle Ferreira, apesar do alto consumo de fraldas geriátricas, o item é pouco doado ao hospital. Desta forma, campanhas como a realizada pela influenciadora digital, são sempre muito bem-vindas. “Recebemos menos de 30% da quantidade que precisamos para atender os nossos pacientes. E com a pandemia, esse cenário piorou, pois deixamos de receber muitas doações, uma vez que as pessoas tiveram redução nas suas rendas e, com isso, deixaram de contribuir.”

Assim como a Luisa Starling, se você deseja promover uma campanha para arrecadação de fraldas geriátricas ou se quiser doar qualquer quantidade, entre em contato com a Rede de Amigos do Hospital da Baleia (31) 3489-1653 ou rededeamigos@hospitaldabaleia.org.br.

A campanha Natal do Algodão arrecadou cerca de 2 mil fraldas. O consumo mensal do hospital é de cerca de 7.800 unidades.

Referência em Saúde

À disposição da população, são 30 especialidades médicas tendo como referências, os Centros de Oncologia Adulta e Pediátrica, Nefrologia (Hemodiálise e Transplante Renal), Ortopedia, Pediatria e Cirurgia Bariátrica e Metabólica, além do Tratamento e Reabilitação de Fissuras Labiopalatais e Deformidades Craniofaciais (Centrare).Todos os anos são feitos em média, 1,2 milhão atendimentos a pacientes de 88% dos municípios mineiros – sendo 95% pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Fundada há 76 anos, a instituição conta com recursos financeiros e doações voluntárias para cumprir com excelência a sua missão na prestação de serviços de saúde aos mineiros.

Posts Relacionados

Um novo olhar para o câncer

Pelo 3º ano consecutivo, Hospital da Baleia e fotógrafo voluntário realizam ensaio para pacientes em tratamento oncológico Projeto Poderosas –

Leia mais »

Faça parte da nossa rede de solidariedade!