Hospital da Baleia atinge 100% da taxa de ocupação CTI e Enfermaria COVID

Na última semana, o Hospital da Baleia atingiu 100% de ocupação dos leitos CTI COVID. Hoje foi a vez da enfermaria do hospital alcançar esse mesmo percentual de 100% de ocupação. Os números crescentes refletem as previsões feitas pelos especialistas que indicavam um agravamento nos indicadores da doença após as festas de fim de ano e o desrespeito às medidas de segurança por boa parte da população.

A situação complicou-se em toda a cidade de Belo Horizonte. Segundo dados divulgados pelo Comitê de Enfrentamento à Pandemia, a capital ultrapassou 70 mil casos confirmados da doença nesta segunda-feira, 11.  Além de um aumento nas taxas de ocupação de leitos de CTI e enfermaria de toda a cidade, a transmissibilidade do coronavírus também flutuou para cima, indo de RT 1,03 para RT 1,04.  

São 70.223 casos confirmados da doença em Belo Horizonte, e 1.956 mortes, informa o boletim epidemiológico da prefeitura mais recente. Entre a última sexta-feira essa segunda-feira, 11, ocorreram 2.010 novos diagnósticos e 18 óbitos.  

Uma das medidas adotadas para tentar conter a COVID-19 foi o fechamento do comércio de BH, liberando apenas o funcionamento dos serviços essenciais. No Hospital da Baleia, a previsão é de abertura de novos leitos ainda essa semana, no entanto, a falta de profissionais na área da saúde disponíveis para contratação tornou-se outro problema a ser administrado. São mais de 50 vagas abertas na instituição, entre técnicos de enfermagem, enfermeiros e fisioterapeutas.  

“Precisamos contratar urgentemente esses profissionais para que novos leitos possam ser reabertos. São profissionais que estão escassos no mercado, e essa dificuldade é uma realidade em todos os hospitais. Estamos trabalhando, inclusive, com a possibilidade de terceirizar uma empresa prestadora de serviço, mas também não está algo fácil de encontrar”, explicou o superintendente técnico do Hospital da Baleia, Dr.Mozar de Castro Neto. 

Hospital da Baleia atingiu 100% da taxa de ocupação CTI e Enfermaria COVID

Referência em Saúde

À disposição da população, são 30 especialidades médicas tendo como referências, os Centros de Oncologia Adulta e Pediátrica, Nefrologia (Hemodiálise e Transplante Renal), Ortopedia, Pediatria e Cirurgia Bariátrica e Metabólica, além do Tratamento e Reabilitação de Fissuras Labiopalatais e Deformidades Craniofaciais (Centrare).Todos os anos são feitos em média, 1,2 milhão atendimentos a pacientes de 88% dos municípios mineiros – sendo 95% pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Fundada há 76 anos, a instituição conta com recursos financeiros e doações voluntárias para cumprir com excelência a sua missão na prestação de serviços de saúde aos mineiros.

Posts Relacionados

Um novo olhar para o câncer

Pelo 3º ano consecutivo, Hospital da Baleia e fotógrafo voluntário realizam ensaio para pacientes em tratamento oncológico Projeto Poderosas –

Leia mais »

Faça parte da nossa rede de solidariedade!