Baleia revalida o Selo Doar

A honraria refere-se à transparência da governança da Instituição sobre os recursos recebidos em doação.

A Fundação Benjamin Guimarães/Hospital da Baleia tem a honra de tornar pública a revalidação do Selo Doar, um reconhecimento às organizações sociais que adotam boas práticas de governança corporativa e de transparência na aplicação dos recursos.

Tereza Guimarães Paes, diretora-presidente FBG/HB, com a certificação em mãos.

A chancela visa incentivar, legitimar e destacar o profissionalismo e a transparência nas organizações não-governamentais brasileiras, na forma de um atestado independente de sua adequação aos Padrões de Gestão Profissional e Transparência (PGT).

O Selo foi elaborado a partir de uma extensa pesquisa dos conceitos e critérios adotados por diferentes organismos nacionais e internacionais, da literatura especializada em avaliação de organizações sem fins lucrativos e das práticas de empresas receptoras e concessoras de recursos para fins sociais e ambientais.

Cinco principais critérios de avaliação:

  • Causa e estratégia de atuação;
  • Representação e responsabilidade;
  • Organização e gestão institucional;
  • Estratégia de financiamento;
  • Transparência, prestação de contas e comunicação.

Filantropia transparente:

Em 2018, o Hospital recebeu, pela primeira vez, o selo e, desde então, vem trabalhando para ser sempre transparente sobre as doações, com prestações de conta regulares em seus principais canais. Além do Selo Doar, o Baleia foi reconhecido, em 2019, como uma das 100 melhores ONGs do país para se doar, também concedida pelo Instituto Doar, além das organizações O Mundo Que Queremos e Rede Filantropia.

Aqui no site, o público pode acessar o último balanço contábil, com relatórios feitos pela ACE – Auditoria, Assessoria e Consultoria Empresarial. Em breve, esse espaço será transformado no Portal da Transparência, com prestações de contas semestrais, informações sobre a aplicação de doações e os canais para continuar ajudando o Baleia a salvar vidas.