Solidariedade em tempos de pandemia. Solidariedade em tempos de pandemia. – Hospital da Baleia

Solidariedade em tempos de pandemia.

Postado em 27 de abril de 2020 - Atualizado em 8 de maio de 2020

Baleia pede ajuda a empresas e artistas para atuar contra a COVID-19.

A Rede de Amigos do filantrópico Hospital da Baleia, braço responsável pela mobilização de parceiros e captação de recursos busca o apoio de empresários, empresas e artistas para assegurar o atendimento de excelência à população e a segurança de seus colaboradores e pacientes durante a pandemia da Covid-19.Para saber como ajudar o Baleia cuidar de pacientes com coronavírus, acesse www.hospitaldabaleia.org.br/doar-agora ou  rededeamigos@hospitaldabaleia.org.br ou www.amigosdobaleia.org.br.

A instituição é referência em Oncologia Adulta e Pediátrica, Nefrologia (Hemodiálise e Transplante Renal), dentre outras especialidades.Os pacientes do Baleia, em sua maioria, pertencem ao grupo de risco por estarem em tratamento de câncer ou nefropatia crônica. Quem precisa de sessões de quimioterapia, radiologia ou diálise, continua sendo atendido normalmente. Apenas as consultas eletivas e cirurgias não emergenciais foram adiadas. Esses pacientes já em tratamento, caso sejam infectados pelo novo coronavírus, precisam contar com uma infraestrutura de CTI e UTI adequadas, equipadas com respiradores e outros equipamentos hospitalares necessários para o combate da doença.

Além disso, quando os hospitais que são atuais referências do Estado para atendimento a pacientes com coronavírus esgotarem os seus leitos, o Hospital da Baleia será a referência. As referidas unidades hospitalares já estão chegando no limite da capacidade de atendimento. Por isso, o Hospital da Baleia se prepara para ter seus leitos devidamente equipados. O Baleia conta com mais de 100 leitos disponíveis para a Covid—19 e apenas 25 respiradores, por exemplo. É necessária ainda a compra de inúmeros outros equipamentos e insumos, bem como a aquisição dos kits preventivos para segurança dos funcionários e pacientes.

De acordo com a gerente de mobilização de recursos do Hospital da Baleia, Danielle Ferreira já são muitas as empresas apoiando o hospital durante a pandemia de COVID-19. “Ainda assim, precisamos de mais ajuda porque os custos são elevados e o hospital perdeu sua maior fonte de receita que são as cirurgias”, disse Danielle.

Ela deu alguns exemplos dos custos: “doando R$ 35 você equipa 1 profissional. Doando R$150, você ajuda a equipar 6 profissionais da saúde com luvas, óculos, máscara e avental. São necessárias 50 camas hospitalares. Cada uma custa R$ 4.500 reais. Precisamos de 100 aspiradores portáteis, que custam R$ 325 a unidade”, exemplificou.

Para continuar com a missão de oferecer tratamento médico-hospitalar humanizado e de excelência à população mineira, especialmente para pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), o Hospital da Baleia conta com a sociedade. “Esperamos das empresas, empresários e artistas, uma sensibilidade social e uma participação consciente e cidadã. A causa agora é ainda mais urgente e de impacto mundial. Nos ajudem a salvar vidas!”, convocou Danielle.

Transparência quanto às destinações dos recursos recebidos

A Fundação Benjamin Guimarães, instituição mantenedora do Hospital da Baleia, está entre as 100 melhores ONGs do Brasil, de acordo com os padrões de gestão e transparência, pelo Instituto Doar, O Mundo Que Queremos e Rede Filantropia, em parceria com a Fundação Getúlio Vargas. 

Por se tratar de uma instituição filantrópica, o Hospital da Baleia divulga, anualmente, seu balanço contábil e resultados. Acesse em www.hospitaldabaleia.org.br.  

Acompanhe as empresas que já realizaram doações:

Carbel Auto Group, Dahw Brasil, Mineirão, Ana Lúcia Ribeiro e Ricardo Valadares Gontijo, SoTrackDoa, Banco BMG, Banco BS2, Construtora Barbosa Mello, Instituto Marco Coimbra, Localiza, Sicredi, Tial Sucos, Baldini Alimentos, Grupo Monte Santo, IFF, Sesc Mesa Brasil, Supermercado BH, Ação Contact Center, Advocacia Fernanda Hernandez, Construtora Trena Ltda, Instituto Gerson Bartolomeo, Patrus Transporte, 90 TI, Supermercado SuperLuna, Check in, Jchebly e Revista Exclusive.