Baleia capacita seus colaboradores sobre COVID-19

Profissionais receberam informação sobre o atendimento em caso de suspeita ou confirmação da doença.

Diante do risco de pandemia, dos 69 casos confirmados no país, do primeiro caso da doença em Minas e para garantir a segurança dos seus pacientes e colaboradores, o Hospital da Baleia atualizou o Protocolo COVID-19, que abordou as diretrizes de atendimento em caso de suspeita/confirmação da doença. Dr. Carlos Starling, diretor de Ensino e Pesquisa da Fundação Benjamin Guimarães/Hospital da Baleia e coordenador da Infectologia da Instituição, e Dra. Priscila do Carmo, médica infectologista do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar, lideraram o treinamento ocorrido hoje, quinta-feira.

Confira aqui a matéria veiculada no MGTV 1ª Edição, jornalístico da Globo Minas, sobre esse treinamento e como higienizar corretamente as mãos, uma das formas mais eficazes de se proteger contra o novo coronavírus.

O Baleia possui um fluxo diário de cerca de 3 mil pessoas/dia, entre funcionários, médicos, pacientes, acompanhantes e fornecedores, quase 700 profissionais da área assistencial, atende pacientes de convênios, particulares e do Sistema único de Saúde (SUS), vindos de 88% dos municípios mineiros.  

Segundo o infectologista, o objetivo é que, perante as ocorrências de infecção pelo novo coronavírus no Brasil, os profissionais do Hospital da Baleia estejam capacitados de acordo com o protocolo do fluxo na Instituição. Além disso, idosos e pessoas com doenças crônicas são os mais suscetíveis a contrair o vírus.

Para tirar todas as dúvidas, Starling participará de um live no Instagram do Hospital (@hospbaleia), dia 18/3, às 20h. Participe e confira tudo o que diz respeito à doença e como se proteger dela.

Leia também Coronavírus: saiba tudo sobre essa doença.