preventório preventório – Hospital da Baleia

Da dor à gratidão

Da dor à gratidão

Quando criança, Neuza foi acolhida no Preventório do Baleia, enquanto seus pais tratavam de uma tuberculose. Depois de quase 70 anos, ela fala com otimismo e alegria que é poder acompanhar o trabalho filantrópico do Hospital da Baleia.